0

A Revolução Digital mudou drasticamente a lógica do mundo do trabalho. Se na revolução industrial a previsibilidade e o controle eram os requisitos que pautavam o desempenho dos profissionais e organizações, nos novos tempos esses requisitos dão espaço à imprevisibilidade e constante mudança. Essa transformação da nossa realidade tem deixado a maioria das pessoas perdidas, agindo como se ainda vivessem no século passado.

E esse “vício” de comportamento tem sido o custo do futuro para milhares de profissionais que deixam a oportunidade de se adaptar a essa nova realidade e de se reinventar para se tornar um Profissional do Futuro. O resultado é uma crise de escassez de talentos mundo afora – uma crise que também reflete a falta de preparação e investimento dos profissionais em suas carreiras e autodesenvolvimento.

Mas nem tudo está perdido!

Ainda é tempo para aqueles que querem fazer uma manobra genuína para assumir o protagonismo de sua jornada. E o COMO fazer isso é o que investigamos à fundo avaliando a trajetória de carreira de quem já fez essa transição E o ponto de partida está em superar os 6 maiores desafios do futuro no presente: Falta de Clareza, Falta de Foco, Falta de Oportunidades, Falta de Tempo, Falta de Apoio e Falta de Dinheiro. Conheça cada um deles:

Clareza: Sem conhecer quem você é e o que você quer, nenhum caminho levará você ao seu lugar.

A Era 4.0 gera cada vez mais oportunidades e alternativas de caminhos possíveis. Se encontrar no meio de tantas possibilidades é fator-chave para conseguir identificar opções mais alinhadas à seu perfil, otimizar seus talentos, se diferenciar da multidão e gerar resultados e exponenciais.

Foco: Ter foco é dizer sim ao que é importante para você agora e rumo ao futuro.

O fato de vivermos tempos de imprevisibilidade não significa que não tenhamos que agir estrategicamente e definir um Plano de Carreira para manter o foco no que importa e ter um direcionador de longo prazo na definição de escolhas de curto prazo.

Oportunidade: As oportunidades vão existir se você estiver pronto para reconhecê-las e aproveitá-las.

Para aproveitar as diversas oportunidades de novas atuações, formatos produtivos e dinâmicas de mercado, é preciso, antes de tudo, conhecer as tendências, tecnologias, ferramentas e processos que estão sendo introduzidos no seu segmento de atuação.

Tempo: A prioridade e o planejamento são usos inteligentes do tempo e os atalhos mais efetivos para você viver sua vida ideal.

Se organizar conforme seus objetivos e prioridades é abrir espaço para que o futuro em que intenciona viver seja construído no aqui e agora em cada hábito, rotina e escolha que definir dentro de um plano diário, semanal, mensal e anual.

Dinheiro: O dinheiro compra satisfação e qualidade de vida. Mas não compra realização e felicidade.

Ponha o dinheiro em seu devido lugar. Ter dinheiro para viver é bem diferente de viver para ter dinheiro. E a única forma de inverter essa lógica é estipulando regras e usos que serão atribuídos ao dinheiro, além da dimensão e importância que ele terá no seu futuro.

Apoio: Sua vida é sua responsabilidade. Mas, seu futuro é uma co-construção.

O novo mundo é hiperconectado e mais atento a relacionamentos com laços de lealdade, colaboração e reciprocidade. Cultivar sua rede e fazer dela sua força é uma decisão que você deve fazer agora e seguindo uma estratégia de longo prazo.

Se você quer fazer um diagnóstico de como está seu comportamento atual para cada um desses 6 fatores e também descobrir o que fazer para “virar a chave” na construção de uma Carreira 4.0 – à prova de crises existenciais e transformações digitais – acesse GRATUITAMENTE a Mandala Diagnóstica para Profissionais do Futuro.

Publicado originalmente em Ciência do Protagonismo. Usado com permissão.

Elzí Campos

Veja também