0

Richard Browning é um inventor e empresário britânico, conhecido como o “Homem de Ferro” da vida real.

Em março de 2017, Browning fundou a Gravity Industries, empresa responsável pelo Daedalus Mark 1, um jet pack que utiliza vários motores a jato em miniatura para realizar voos verticais (em pé).

Por centenas de anos, a humanidade tentou e falhou na construção de um prático jet pack comercial. Richard Browning teve sucesso em menos de 24 meses. E mais recentemente, aceitou o desafio de cruzar águas abertas vestindo seu traje voador para entregar uma carta.

Richard Browning realizando voos de teste em seu traje voador (© Greg Funnell)

Futuro das entregas?

Browning seguiu os passos do alemão Gerhard Zucker que, em 1934, lançou um foguete entregador de cartas para a Ilha de Wight, no sul da Inglaterra. Na época, a tentativa fracassou mas agora, 85 anos depois, Richard Browning atravessou a distância de 1,3 km — o percurso mais longo que ele já voou — partindo de Hurst Castle, em Lymington, até Fort Albert, em Freshwater.

No vídeo divulgado pela BBC, Browning afirmou que tecnologias desse tipo são imprevisíveis mas revelou: “Tudo correu exatamente como eu desejava e esperava”.

Vídeo: Richard Browning voa 1,3 km para entregar uma carta

A mídia ama projetar essa imagem de um empresário milionário da alta tecnologia mas Browning não parece preocupado em ser o pioneiro de uma nova era de voos verticais ao estilo Homem de Ferro.

“Talvez estejamos à beira de um novo amanhecer na mobilidade humana, mas não vou perder meu tempo falando sobre isso”, disse ele em entrevista à Red Bull.

Browning afirma que o traje pode atingir uma altura de 6.000 metros. Há também uma “zona letal” (aproximadamente entre 10 a 200 metros do solo) onde você estaria alto demais para sobreviver a uma queda ou baixo demais para abrir um paraquedas.

Vídeo com destaques da Gravity Industries (2018)

Atualmente, a Gravity Industries tem patentes em andamento, investe no aperfeiçoamento de seu produto e na realização de treinamentos para capacitar interessados no voo vertical.

Desde o lançamento da invenção, a empresa já realizou mais de 60 eventos em 20 países, incluindo quatro palestras TED, e desperta a atenção de investidores e milhões de pessoas em todo o mundo.

No futuro próximo, a tecnologia de voo vertical criada por Browning poderá se tornar parte do cotidiano humano, sendo utilizada em buscas e resgates, mobilidade tática, e-commerce, entretenimento, entre outras aplicações.

Com informações da Gravity, BBC e Red Bull.

Hotminds

Veja também